Games e História – Valiant Hearts e a Primeira Guerra Mundial

Dentre tantas mídias como filmes, séries e quadrinhos, a Primeira Guerra Mundial se destaca também como temática de games. Embora em grande maioria tenhamos jogos de guerra, Valiant Hearts, lançado em 2014 para celebrar o centenário desse evento, quebra essa ideia para se tornar um game SOBRE a guerra, retratando em sua narrativa o cotidiano de pessoas simples que são tragadas para a realidade do conflito e tem suas vidas mudadas da noite para o dia. Na sua história acompanhamos o entrelaçar de caminhos da enfermeira belga Anna, o fazendeiro francês Emile, o jovem alemão Karl, o soldado norte-americano voluntário Freddie e o cão dobermann Walt.

Valiant Hearts foi baseado em cartas que foram e também que nunca foram enviadas, e desenvolvido em uma parceria entre o estúdio Ubisoft Montpellier, o projeto do governo francês Mission Centenaire 14-18, que engloba um conjunto de iniciativas de preservação, patrimônio e memória sobre a Guerra, e a missão Apocalypse: World War I, formada por historiadores e documentaristas.

Trata-se de uma interessante iniciativa para revisitar a História e promover aprendizado, sendo possível jogar em múltiplas plataformas como Android, iOS, Windows, PlayStation 3 e 4, XBox 360 e One e Nintendo Switch.

Valiant Hearts já foi análise de diversas produções científicas multidisciplinares, em especial envolvendo também a Educação e propostas didáticas, que podem ser conferidas nos seguintes links abaixo:

1 – Videogames e imersão: Considerações da interação em Valiant Hearts, da Revista Temática (UFPB);

2 – A notícia em jogo: Análise da possibilidade de jornalismo em Valiant Hearts, da Revista Cambiassu (UFMA);

3 – Jogos Digitais no Ensino de História: Aliando os games às práticas de ensino tradicionais, do V Encontro de Iniciação à Docência da UEPB;

4 – Videogames como mídia de representação histórica: Análise do jogo Valiant Hearts, da PUC-PR;

5 – Jogos digitais como arte na interface entre educação científica e educação em direitos humanos: reflexões e possibilidades, da Revista Ludus Scientiae (UFG);

6 – O Jogo Digital no Processo de Ensino e de Aprendizagem: Uma proposta envolvendo a Primeira Grande Guerra, do XV Simpósio Nacional de Jogos Eletrônicos e Entretenimento Digital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: